fbpx

As macieiras da minha vizinha foram assassinadas hoje

Hoje, enquanto tentava trabalhar no escritório,eu também tentava ignorar o ruído da serra elétrica. A maldita máquina trabalhou incessantemente por várias horas. Durante todo o tempo eu pensava em todo o sangue derramado das macieiras.

Eu queria ter corrido lá e gritado para que eles parassem.
Aquelas macieiras eram muito especiais. Elas estavam lá muito antes do meu primeiro filho nascer. Elas testemunharam a vida de muitas famílias muito antes da minha e testemunharam e se alegraram com a visão de tantas histórias que por ali passaram.

Seus antigos donos cuidavam delas com tanto zelo ...
Em todo final de verão, havia uma infinidade de sucos, tortas e tantas maçãs que eram cuidadas e congeladas ou desidratadas.

Nossas ovelhas sempre recebiam alguns baldes de maçãs frescas diariamente. Ficava como um tapete no solo. Era como se as árvores dissessem, aqui pegue um pouco.

Eu adorava uma maçã em especial e eu queria muito prová-la novamente. Eu nem sei o seu nome, mas ontem comentei como gostava daquela maçã, que tingia de vermelho por dentro quando você mordia! Uma linda Tinta vermelha!

Macieiras da minha vizinha

Ela era uma senhora idosa que se tornou a avó dos meus filhos. Ela os presenteava com ovos de Páscoa e presentes de Natal. Aqueles dois tinham um senso de humor! Ela e seu parceiro (o novo e mais velho melhor amigo do meu marido).
Apesar de diabéticos, eles mantinham o freezer sempre cheio de sorvetes, bolos e biscoitos e ofereciam um tremendo banquete de guloseimas à tarde, quando nós e as crianças nos reuníamos para tomar uma xícara de chá e rir, de vez em quando.

Naquela cozinha, quantas histórias engraçadas ela e o seu “namorado” (aquele que em ua juventude fez a ela uma proposta de amor eterno e foi recusado! Eu nunca tive a chance de perguntar o porquê. Ela escolheu um homem 25 anos mais velho que ele, mas isso não importa agora. Eles tiveram seu tempo novamente, nos anos 80 ... muitos filhos e netos que ele teve, ela só teve uma filha e um neto). Mas agora eles finalmente se conheceram e que risadas deliciosas eles tiveram.
Nossa amizade durou quase 18 anos.
Ela conhecia meu marido antes de mim. Quando me mudei, ele já morava aqui há 15 anos. Então ela estava lá quando ele pediu conselhos sobre como encontrar uma nova esposa. Ela estava lá quando nosso primeiro filho nasceu, e quando o segundo veio também.
Nós éramos como família. Chegávamos sem marcar visita. A gente batia na porta e era convidado a sentar na cozinha, tomar chá, conversar um pouco.

O velho gostava de beber uma "cachacinha" às vezes e adorava ter alguém com quem compartilhar. 

Mais tarde, a velha senhora não podia mais andar, por muitos anos tentou, mas não conseguiu se adaptar com a perna removida. Ele cuidava dela o tempo todo! limpando a casa, cuidando do quintal, levava-a às compras. E ele fez tudo com tanto carinho!

Depois de um tempo, ela ficou muito fraca e foi doloroso saber que ela nunca voltaria do hospital.

Semanas após o enterro de sua amada (que ele foi impedido de participar devido a um acidente doméstico), ele também faleceu. Parece quase como se eu já tivesse visto esse filme antes.

Eu realmente sinto falta daqueles dois.

 

Espero que eles se encontrem novamente. Mas desta vez sem dor e apenas boas lembranças. Espero que não tenham visto a tragédia que fizeram em seu belo jardim aqui hoje.

Ver aquela casinha com as árvores cortadas me dá um aperto no coração. Eu não quero ver. Não quero mais ir até lá.

O barulho da serra elétrica corrói. dói, destrói, estupra a alma daqueles que ficam.

Eu pintei o retrato dele para que ela pudesse ter ao lado da cama no hospital. Estava pronta 2 dias antes de ela falecer.
pt_BR
en_US pt_BR